images_edited.jpg
CLIQUE AQUI - POSTAR.PNG
Slide1.PNG
Slide1.PNG

TRABALHO – HISTÓRIA

NOME:

TURMA:

 

Contracultura

   O termo contracultura foi cunhado pela imprensa norte-americana dos anos 1960. Referia-se a manifestações culturais marginais, contestadoras, que floresciam nos EUA e em outros países, especialmente na Europa, representando formas não tradicionais de oposição.

   Desse movimento múltiplo de contraposição que respondia à acelerada industrialização, 1 - crescimento econômico no pós  Segunda Guerra Mundial, surgiram importantes manifestações artísticas, como o 2 - surgimento do Rock N' Roll, do 3 - movimento hippie e do 4 - movimento punk, bem como a internacionalização do 5 - movimento estudantil em maio de 19686 - movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos.

   A indústria cultural produzia entretenimento, o qual era consumido massivamente. Porém, um salto econômico tão grande não se daria sem efeitos colaterais. No pacote desse ciclo de prosperidade, surgiram também 7 - problemas ecológicos do pós Segunda Guerra Mundial, resultantes da maneira como a exploração em escala se desenrolava.

   Na década de 60, mulheres e jovens destacavam-se como forças sociais. Mulheres ingressavam no mercado de trabalho, passavam a complementar a renda da família ou mesmo alcançavam a independência financeira. Os divórcios aumentaram e foi desenvolvida a pílula anticoncepcional, a qual permitiu que a gravidez pudesse ser planejada e o número de filhos por mulher diminuísse, ou seja, 8– o movimentos feminista dos anos 60.

Por Milka de Oliveira Rezende

Professora de Sociologia

REZENDE, Milka de Oliveira. "Contracultura"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/contracultura.htm. Acesso em 24 de julho de 2020.

Slide1.PNG